Evento em Ipatinga vai promover o desenvolvimento da regiãoAgência de Desenvolvimento do Vale do Aço, em parceria com o Sebrae-MG, propõe ações que vão desburocratizar o processo de registro de empresas na região

 

A Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço – ARMVA, em parceria com o Sebrae-MG, vai facilitar o processo de registro e formalização de empresas nos municípios do Vale do Aço, com a adoção de procedimentos padrão que vão simplificar a vida dos empresários e fomentar o desenvolvimento econômico da região.

Os municípios de Coronel Fabriciano, Ipatinga, Timóteo e Santana do Paraíso assumiram compromissos que serão formalizados, com a assinatura do Manual de Padronização, que será realizada amanhã, em Ipatinga, durante o Encontro de Oportunidades para Micro e Pequenas Empresas nas Compras Governamentais - o VI Fomenta Minas, que conta com a participação do Governo do Estado de Minas Gerais.

Verificou-se nos municípios do Vale do Aço, que abrir uma empresa é processo muito burocrático e pouco transparente, no qual a falta de informação e excesso de procedimentos, constituem enormes desafios para os empresários que buscam legalizar seus negócios. Enquanto no âmbito das prefeituras, há informações dispersas e sobrepostas e falta sincronização entre os órgãos envolvidos no processo de registro.

Diante deste cenário, a ARMVA iniciou um trabalho para padronizar, simplificar e facilitar os procedimentos junto aos municípios de sua área de atuação. Trata-se da construção de mecanismos que permitam a redução de fluxos desconexos, retrabalho, duplicidade de procedimentos e tramitação de documentos atrasam a formalização e levam à má utilização de recursos.

“Acreditamos que desburocratizar é importante para desenvolver, e como uma agência de desenvolvimento, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Regional, assumimos o compromisso de acompanhar e manter em funcionamento esse processo de padronização que vai favorecer o empreendedor, o contribuinte e os municípios como um todo”, explica o diretor da ARMVA, Carlos Magno Xavier.