Participação popular marca cerimônia de posse de Pimentel

Representantes de vários segmentos sociais tomaram o Palácio da Liberdade para receber o novo governador do Estado de Minas Gerais

Foto 02 - Crdito - Carlos Alberto - Imprensa MG

A participação popular foi a principal marca da cerimônia de transmissão de cargo ao governador Fernando Pimentel, na manhã desta quinta-feira (01/01), no Palácio da Liberdade. Cerca de 2 mil pessoas, de vários segmentos sociais e de todas as regiões do Estado, acompanharam a solenidade, que contou com a direção do premiado cineasta mineiro Helvécio Ratton.

A movimentação na Praça da Liberdade foi intensa desde o início da manhã, com a presença de populares, grupos artísticos, jornalistas e militares, que foram ao local para saudar o novo chefe do Executivo mineiro.

Telões circulares foram afixados junto às palmeiras da alameda central da Praça da Liberdade, para que a população acompanhasse de perto a solenidade.

A enfermeira e socióloga Ângela Vaz Lopes, natural de Passos, viajou para a capital mineira com um grupo de 40 pessoas para acompanhar a posse. “Conheço o trabalho de Pimentel como prefeito e deposito mais uma vez essa missão a ele. É um momento histórico, de mudança, de transformação e estou aqui sendo testemunha dessa mudança de governo”, afirmou.

A professora Telma Araújo também compareceu ao ato cívico para apoiar o novo governador de Minas. “Estar aqui é motivo de muita alegria e esperança. Foi muito esforço para Pimentel chegar ao Governo de Minas, esforço de muitas pessoas. A mensagem que passo para ele é que ele trabalhe muito para atender as demandas da população”, disse.

Cortejo

Após a cerimônia de posse na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Fernando Pimentel, o 47º Governador do Estado, chegou à Praça da Liberdade, por volta de 11h30h, escoltado pelos Dragões da Inconfidência, do Regimento de Cavalaria Alfares Tiradentes. Durante todo percurso até a sede histórica doGoverno de Minas, o governador era recebido com carinho e aplausos pela população.

Depois de reverenciar a Bandeira de Minas Gerais, Pimentel cruzou a alameda central, ao som de “Oh Minas Gerais”, tocada pelo artista Sergio Pererê.

Nesse momento, 120 convidados especiais, representantes de vários credos, etnias e classes sociais, que ajudaram na construção do plano de governo em diversas áreas, se juntaram a Pimentel em cortejo para seguir até a porta do Palácio da Liberdade.

Um dos convidados foi o músico Vander Lee. “Para a gente que sonha com uma sociedade mais justa, uma distribuição de renda mais equilibrada, é bom poder fazer parte desse governo novo. Pimentel é amigo da cultura. Já demonstrou isso quando foi prefeito de Belo Horizonte”, afirmou.

Segundo o cineasta Helvécio Ratton, a proposta foi valorizar a participação popular, mote do novo governo. “A ideia nasceu dessa caminhada do Fernando Pimentel durante a campanha, em que o principal conceito foi governar ouvindo a população. Para este novo governo, é importante a participação das pessoas para a construção de uma Minas melhor para todos”, disse Ratton.

Fernando Pimentel ainda passou pela tropa dos Dragões da Inconfidência, antes de ser recebido pelo ex-governador Alberto Pinto Coelho, a primeira dama Carolina Oliveira, o vice-governador Antônio Andrade e sua esposa Nilza Andrade.Juntos, se deslocaram para a sacada do salão dourado. Nos jardins do Palácio da Liberdade, em frente à entrada principal da sede histórica do Governo de Minas, políticos, empresários e personalidades que prestigiavam o evento aguardavam os pronunciamentos.

“Como tudo é novo, a expectativa é sempre muito positiva. Temos uma esperança muito grande de fazer um trabalho de parceria com o governador Pimentel, para que Minas Gerais ocupe o lugar que merece. Acho que ele terá competência para, a partir desse legado, fazer com que Minas Gerais brilhe cada vez mais”, comentou o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Olavo Machado Jr.

Nomeação de secretários

Após a chegada de Fernando Pimentel e Alberto Pinto Coelho à sacada do Palácio, houve a apresentação do Hino Nacional interpretado pela cantora Titane. Em seguida, Alberto Pinto Coelho pronunciou o discurso de despedida do cargo e procedeu a entrega do Grande Colar da Inconfidência, símbolo maior de honraria do Estado de Minas Gerais, ao governador Fernando Pimentel.

Ao som do coral “Cantos de Minas”, o ex-governador Alberto Pinto Coelho, acompanhado de sua esposa, seguiu em direção aos portões do Palácio, onde foi recepcionado pelos secretários de Estado de sua gestão.Antes do discurso de posse, Pimentel assinou ato de nomeação dos secretários e titulares de órgãos autônomos do governo estadual.Após o ato, o governador e o vice se dirigiram para a tenda nos jardins do palácio onde foi feito um brinde junto aos convidados para simbolizar o início de um novo ciclo de governo em Minas Gerais.

Fonte: Imprensa/MG